Mundo

Atirador que matou cinco pessoas em shopping é procurado nos EUA

Cinco pessoas morreram em um shopping center, localizado a 105 quilômetros de Seattle, capital do estado norte-americano de Washington, na noite dessa sexta-feira (23). O acusado fugiu e até este sábado (24) pela manhã não tinha sido localizado. A polícia local continua as buscas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/Polícia do estado de Washington

Por Camila Tíssia no dia 24 de Setembro de 2016 ⋅ 13:15

Cinco pessoas morreram em um shopping center, localizado a 105 quilômetros de Seattle, capital do estado norte-americano de Washington, na noite dessa sexta-feira (23). O acusado fugiu e até este sábado (24) pela manhã não tinha sido localizado. A polícia local continua as buscas.

O crime aconteceu na loja de departamento Macy's e a polícia divulgou imagens do suspeito, que foi filmado por câmeras do shopping. No vídeo, o homem se dirigiu à área de cosméticos da loja e atirou contra clientes que estavam próximos. Ao serem atingidas, quatro mulheres não resistiram. Segundo a polícia, um homem foi levado gravemente ferido para o hospital e morreu hoje pela manhã.

A polícia afirmou também que, o suspeito fugiu por uma estrada interestadual próxima ao shopping. De acordo com a Agência Brasil, um porta-voz da polícia pediu que a população que mora na região tome cuidado e não se aproxime do suspeito que, no momento da fuga, estava de roupa preta. "Fiquem em casa, fiquem seguros", aconselhou um porta-voz.

Segundo informações da imprensa americana, depois que ouviram os tiros pessoas saíram correndo do local. Um helicóptero da polícia sobrevoou a área, enquanto policiais vasculharam todas as lojas do centro comercial. O homem procurado é latino-americano e estava armado com um rifle "tipo de caça". O FBI (polícia federal norte-americana) está prestando assistência à polícia local.

Notícias relacionadas

[Emissões de CO2 aumentam em 2018]
Mundo

Emissões de CO2 aumentam em 2018

Por Marina Hortélio no dia 06 de Dezembro de 2018 ⋅ 22:00 em Mundo

O aumento afasta o mundo da metas estabelecidas pelo Acordo de Paris