Mundo

'Em crise, sempre surgem salvacionistas', diz historiador sobre Trump

O historiador e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Francisco Teixeira, falou ao Jornal da Cidade 2ª Edição desta quarta-feira (28), sobre a crise americana que determinou "para que o candidato republicano Donald Trumpganhasse força e o apoio dos americanos. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Darren McCollester/Getty Images

Por Laura Lorenzo no dia 28 de Setembro de 2016 ⋅ 20:50

O historiador e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Francisco Teixeira, falou ao Jornal da Cidade 2ª Edição desta quarta-feira (28), sobre a crise que determinou "para que o candidato republicano Donald Trump  ganhasse força e o apoio dos americanos".

Teixeira trouxe a crise como justificativa para a força do candidato republicano. "A crise faz essas coisas. O desemprego na sociedade americana é muito forte ainda. A crise de 2008, 2009 não acabou, o americano não sabe nada sobre o que está acontecendo no mundo". "Nesse contexto, esse discurso populista do Trump, acaba funcionando", declarou.

Segundo o historiador "Em crises, sempre surgem essas personalidades salvacionistas, essas personalidades autoritárias, que dizem à população o que ela quer ouvir. É só a gente imaginar a crise de 1929 e o que aconteceu na Europa nos anos seguintes", explicou sobre os eventos que impulsionaram a Segunda Guerra Mundial.

Notícias relacionadas