Mundo

Hospital controlado por rebeldes é atingido por barris explosivos na Síria

Controlado por rebeldes, o maior hospital dos bairros de Aleppo, localizado no norte da Síria, foi novamente bombardeado neste sábado (1º). De acordo com informações preliminares da Syrian American Medical Society (SAMS), pelo menos dois barris explosivos foram detonados no local. O primeiro ataque aconteceu na última quarta-feira (28), quando outra unidade médica também foi atingida. Por conta das explosões, os hospitais ficaram inoperantes. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/G1

Por Gabriel Nascimento no dia 01 de Outubro de 2016 ⋅ 09:31

Controlado por rebeldes, o maior hospital dos bairros de Aleppo, localizado no norte da Síria, foi novamente bombardeado neste sábado (1º). De acordo com informações preliminares da Syrian American Medical Society (SAMS), pelo menos dois barris explosivos foram detonados no local. O primeiro ataque aconteceu na última quarta-feira (28), quando outra unidade médica também foi atingida. Por conta das explosões, os hospitais ficaram inoperantes. 

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, classificou as ações como "crimes de guerra". Uma pessoa morreu. Ainda não há detalhes sobre mais vítimas no bombardeio deste sábado. As explosões em Aleppo estão entre as mais intensas dos cinco anos de guerra na Síria. Até agora, mais de 220 pessoas morreram. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considerou o país como o mais perigoso do mundo para trabalhadores da área médica. Somente no último ano, foram 135 ataques contra centros hospitalares.

Notícias relacionadas