Mundo

Governo chinês cogita a possibilidade de abandonar política do filho único

Após exigir durante muito tempo que a família tivesse apenas um filho, o governo da China está analisando a proposta de estender para a população, autorização para ter dois filhos. Apenas em casos específicos ou em algumas regiões têm o direito de dois filhos. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Educação Uol

Por Bárbara Gomes no dia 23 de Julho de 2015 ⋅ 08:27

Após exigir durante muito tempo que a família tivesse apenas um filho, o governo da China está analisando a proposta de estender para a população, autorização para ter dois filhos. Atualmente, apenas em casos específicos ou famílias de algumas regiões conseguem o direito de dois filhos.

Conforme reportagem da Veja, a medida foi antecipada na última quarta-feira (22) no jornal oficial China Business News. A ação pretende reverter a baixa taxa de natalidade do país, que segue com um  envelhecimento acelerado da população. Na matéria do China Business New, o pesquisador da Comissão Nacional de Saúde e Planejamento Familiar disse que a revisão da legislação pode ocorrer ainda neste ano. 

A Veja destacou que o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, disse em março, que o governo continuaria realizando mudanças no controle da natalidade. Com uma população idosa crescente, a taxa de pessoas com 60 anos no país aumentou de 13,3% em 2010 para 15,5%. Em contrapartida, as pessoas em idade para trabalhar diminuíram em 2011.

Notícias relacionadas

[Sobe para 446 o nº de mortos após ciclone em Moçambique]
Mundo

Sobe para 446 o nº de mortos após ciclone em Moçambique

Por Aline Reis no dia 24 de Março de 2019 ⋅ 08:00 em Mundo

Ministro do meio ambiente do país afirma que 531 mil pessoas foram afetadas, sendo 110 mil no campo. Outras 259 pessoas morreram no Zimbábue e 56 pessoas, no Malaui.