Mundo

Motorista avança contra multidão durante protesto extremista nos Estados Unidos; veja vídeo

Durante um protesto organizado por grupos de extrema direita em Charlottesville, no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, um motorista avançou contra uma multidão que participava da manifestação. Ainda não há informações exatas sobre o número de feridos no atentado. Segundo informações do prefeito Michael Signer, uma pessoa morreu e outras 19 já deram entrada em unidades de saúde locais. O ataque foi filmado por cinegrafistas amadores.[Leia mais...]

[Motorista avança contra multidão durante protesto extremista nos Estados Unidos; veja vídeo]
Foto : Ryan M. Kelly/The Daily Progress/Reprodução

Por Matheus Simoni no dia 12 de Agosto de 2017 ⋅ 17:44

Durante um protesto organizado por grupos de extrema direita em Charlottesville, no estado de Virgínia, nos Estados Unidos, um motorista avançou contra uma multidão que participava da manifestação. Ainda não há informações exatas sobre o número de feridos no atentado.

Segundo informações do prefeito Michael Signer, uma pessoa morreu e outras 19 já deram entrada em unidades de saúde locais. No entanto, o número ainda pode ser maior. O ataque foi filmado por cinegrafistas amadores. Confira:

 

Video of car hitting anti-racist protestors. Let there be no confusion: this was deliberate terrorism. My prayers with victims. Stay home. pic.twitter.com/MUOZs71Pf4

— Brennan Gilmore (@brennanmgilmore) 12 de agosto de 2017

O suspeito de ter cometido o atentado continua procurado pela polícia local. A realização da polêmica marcha \"Unir à direita\", convocada por um grupo de supremacistas brancos, desencadeou uma onda de violência na região. O governo local decretou estado de emergência. Pelo Twitter, o prefeito Signer recomendou que as pessoas \"de bem\" deixassem as ruas e fossem para casa.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Duque é eleito novo presidente da Colômbia]
Mundo

Duque é eleito novo presidente da Colômbia

Por Metro1 no dia 18 de Junho de 2018 ⋅ 09:40 em Mundo

No Twitter, o novo mandatário agradeceu aos eleitores pelo que chamou de "maior votação" da história da Colômbia