Mundo

Homem atira em si mesmo após assassinar dois jornalistas ao vivo nos EUA

Uma jornalista e um cinegrafista da WDBJ, canal ligado à emissora americana CBS, no estado da Virgínia, nos EUA, foram mortos durante uma transmissão ao vivo nesta terça-feira (25), no início da manhã. O atirador filmou toda a ação e publicou nas redes sociais. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Twitter

Por Matheus Simoni no dia 26 de Agosto de 2015 ⋅ 13:28

Uma jornalista e um cinegrafista da WDBJ, canal ligado à emissora americana CBS, no estado da Virgínia, nos EUA, foram mortos durante uma transmissão ao vivo nesta terça-feira (25), no início da manhã. Antes de ser morto, o cinegrafista Adam Ward, de 27 anos, estava transmitindo uma entrevista entre a jornalista Alison Parker, de 24, com a representante da Câmara Regional de Comércio, Vicki Gardner.

Sem saber que estavam acompanhados pelo assassino, os dois foram baleados e morreram no local. A entrevistada não ficou ferida no atentado. 

O atirador, identificado pela polícia como Vester Lee Flanagan II, publicou um vídeo que registrou no momento da ação. Durante uma perseguição policial, o assassino atirou em si mesmo tentando se matar. Ele foi levado a um hospital em estado grave. Vester se autodenominava como Bryce Williams e era ex-empregado da emissora. Ele chegou a publicar um vídeo em sua rede social logo após matar os jornalistas.

De acordo com um porta-voz da WDBJ, o atirador era conhecido pelos seus problemas temperamentais e era considerado um 'homem infeliz'. "Eventualmente, após muitos incidentes com a sua raiva, tivemos que demiti-lo. Ele não recebeu bem a notícia. Tivemos que chamar a polícia para retirá-lo do prédio, na ocasião", afirmou o porta-voz.

Notícias relacionadas