Terça-feira, 28 de setembro de 2021

Mundo

Trump diz que o direito de ter armas nunca será revogado

O presidente do americano, Donald Trump, afirmou na sua conta do Twitter que a Segunda Emenda da constituição do país - ratificada em dezembro de 1791, nunca será revogada. O texto prevê o direito de manter e portar armas de fogo, além da existência de uma milícia regulamentada nos EUA. [Leia mais...]

Trump diz que o direito de ter armas nunca será revogado

Foto: Divulgação/The White House

Por: Marina Hortélio no dia 28 de março de 2018 às 19:02

O presidente do americano, Donald Trump, afirmou hoje (28) no Twitter que a Segunda Emenda da constituição do país, ratificada em dezembro de 1791, nunca será revogada. O texto prevê o direito de manter e portar armas de fogo, além da existência de uma milícia regulamentada nos EUA.

O post é uma resposta ao artigo do New York Times do ex-juiz da Suprema Corte John Paul Stevens, que propunha extinguir a lei.

"A SEGUNDA EMENDA NUNCA VAI SER REVOGADA! Por mais que os democratas gostariam de ver isso acontecendo, e apesar das palavras de ontem do ex-juiz da Suprema Corte Stevens, DE JEITO NENHUM. Precisamos de mais republicanos em 2018 e devemos SEMPRE manter a Suprema Corte", escreveu Trump no Twitter.

No último final de semana, ocorreu uma marcha histórica na qual o estudantes americanos pediam mais controle sobre o uso de armas nos EUA. A discussão sobre o tema ganhou mais força depois do tiroteio em uma escola na Flórida.

“Essa ação [revogar a segunda emenda] simples, mas drástica, aproximaria os manifestantes de sábado de seu objetivo mais que qualquer outra reforma possível”, escreveu John Paul Stevens no seu artigo publicado ontem. “Ela [a ação] tornaria nossos estudantes mais seguros do que eles jamais estiveram desde 2008 e honraria a memória das muitas —na verdade, demasiadas vítimas— da violência das armas”, completou o ex-juiz da suprema corte.

Ainda segundo o artigo de Stevens, em 2008, “a Suprema Corte derrubou a opinião do juiz Burger e outras havia muito tempo estabelecidas sobre o alcance limitado da Segunda Emenda, ao decidir, no caso Distrito de Colúmbia versus Heller, que havia um direito individual a portar armas.”

Trump diz que o direito de ter armas nunca será revogado - Metro 1