Mundo

Número de mortos e feridos aumenta em conflito na fronteira da Faixa de Gaza

Os conflitos acontecem no dia da inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém. Os manifestantes também protestam contra a transferência da representação diplomática norte-americana

[Número de mortos e feridos aumenta em conflito na fronteira da Faixa de Gaza]
Foto : Reprodução/China Global Television Network/Twitter

Por Metro1 no dia 14 de Maio de 2018 ⋅ 15:00

Os protestos na fronteira entre a Faixa de Gaza e Israel continuam. Hoje, além de reivindicar o direito do povo palestino de retornar aos locais de onde foram expulsos depois da criação do Estado de Israel, em 1948, as represálias também se posicionam contra a inauguração da embaixada norte-americana em Jerusalém. 

De acordo com as autoridades palestinas, até a 1h da tarde, pelo horário de Brasília, 52 pessoas morreram no conflito. Entre os mortos estão oito crianças com menos de 16 anos, informou o embaixador palestino na ONU. O Ministério da Saúde da Palestina informou ao jornal "Haaretz" que há mais de 2,2 mil feridos. O exército ainda bombardeou cinco alvos do Hamas na Faixa de Gaza. 

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que a transferência da embaixada "reconhece o óbivio". Ele ainda afirma estar comprometido com o processo de paz. Os manifestantes também se posicionaram do lado de fora da nova embaixada, a polícia tentou conter os manifestantes, e 14 pessoas foram detidas.

Notícias relacionadas