Mundo

Câmera mostra líderes internacionais inconformados com Bolsonaro

Cena dos bastidores do G7 mostra diálogo entre presidente do Chile, da França e a chanceler alemã

[Câmera mostra líderes internacionais inconformados com Bolsonaro]
Foto : Reprodução/ CNews

Por Juliana Almirante no dia 09 de Setembro de 2019 ⋅ 12:00

Uma câmera que acompanhou os bastidores do G7 flagrou o presidente da França, Emmanuel Macron, fazendo duras críticas ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. 

O incômodo diante das atitudes do brasileiro foi acompanhado por outros líderes internacionais presentes na discussão.

O vídeo foi ao ar pela rede CNews no fim de semana. Nas imagens, Macron conversa com o presidente do Chile, Sebastián Piñera, sobre Bolsonaro ter apoiado uma ofensa contra sua mulher, Brigitte Macron. 

A gravação ocorreu durante o almoço do segundo dia das reuniões, após a coletiva de imprensa em que o francês criticou publicamente Bolsonaro e torceu para que, logo, o país tenha outro presidente. 

Um dos poucos aliados de Bolsonaro, Piñera mostrou estar inconformado com a atitude do brasileiro em relação à primeira-dama francesa. 

"Foi incrível", disse o chileno, sobre o discurso de Macron. O presidente francês respondeu: "Claro, eu tinha de reagir. Você entende?". "Sim, eu concordo", afirmou Piñera.

Macron continuou: "Eu queria ser pacífico. Queria ser correto, construtivo com o cara (Bolsonaro) e respeitar sua soberania. Tudo bem. Mas eu não poderia aceitar isso", completou o líder francês.

"Não", interferiu a chanceler alemã Angela Merkel, que se aproxima e confirma a reprovação diante dos comentários de Bolsonaro. 

"Você sabe o que ele fez quando meu ministro de Relações Exteriores foi lá? [para o Brasil]", perguntou Macron a Piñera. 

"Ele (Bolsonaro) o deveria receber e cancelou no último minuto para ir cortar seu cabelo. E filmou a si mesmo. Desculpa. Mas isso não é a atitude de um presidente", finalizou o francês.

Notícias relacionadas