Polícia

Grupo que tentava incendiar ônibus em Paripe é surpreendido e preso pela PM

Segundo a polícia, foram presos Cristiano Barreto dos Santos, 22 anos, e Jádson Lucas Jesus dos Anjos, 21, e apreendidos três adolescentes, dois de 17 e um de 15 junto com uma garrafa cheia de querosene e um isqueiro. No celular de um dos adolescentes a polícia encontrou áudios de um traficante determinando o ataque ao ônibus e pedindo fotos da ação. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Alberto Maraux / SSP-BA

Por Camila Tíssia no dia 13 de Setembro de 2016 ⋅ 09:29

Um novo ônibus seria incendiado na tarde dessa segunda-feira (12), em Paripe, quando guarnições do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) da 18° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Periperi) evitaram a ação. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a Central de Polícia recebeu a denúncia de uma atitude estranha de cinco pessoas próximas a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro e, em seguida, os militares flagraram o grupo já determinando que os passageiros do veículo descessem.

Segundo a polícia, foram presos Cristiano Barreto dos Santos, 22 anos, e Jádson Lucas Jesus dos Anjos, 21, e apreendidos três adolescentes, dois de 17 e um de 15 junto com uma garrafa cheia de querosene e um isqueiro. No celular de um dos adolescentes a polícia encontrou áudios de um traficante de apelido 'Disel', que atua na região de São Thomé de Paripe, determinando o ataque ao ônibus e pedindo fotos da ação. 

Os criminosos alegaram que tem dívidas de drogas com o criminoso e iria 'pagar' tocando fogo no veículo. Cristiano tinha passagem por receptação de carro roubado e Jádson, pelo mesmo crime, foi preso e liberado em março deste ano, após audiência de custódia. O grupo já é conhecido pela polícia devido atuação no tráfico na localidade chamada Morão de Sá, em Paripe.

O secretário de Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa, falou que o policiamento ostensivo foi reforçado na região no final de semana, quando um ônibus chegou a ser queimado, e que ficará por tempo indeterminado. “Continuaremos com o combate incessante contra o tráfico de drogas e quem for flagrado tentando amedrontar a população colocando fogo em ônibus ou promovendo qualquer outro tipo de ato ilícito será preso”, afirmou.

O comandante da 19ª CIPM (Paripe), major Elsimar Leão, disse que 13 policiais participaram da ação. “Conhecemos esses indivíduos, que em outras oportunidades já foram presos. Continuaremos promovendo as abordagens para dar mais tranquilidade à população”, reiterou o oficial. 

Leia mais:

Paripe: acusado de liderar ataque a ônibus é identificado pela polícia

24 ônibus foram queimados em Salvador nos últimos nove meses

Notícias relacionadas

[Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos]
Polícia

Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos

Por Matheus Simoni no dia 16 de Setembro de 2018 ⋅ 17:30 em Polícia

Eles foram flagrados com pistola, revólver e munições, além de ter envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a polícia