Polícia

Motorista relata agressão de PM dentro de ônibus em Nazaré

Uma confusão entre um motorista de ônibus e um Policial Militar, identificados como Anderson Cerquiera Soares e Isaac Carvalho Mendes, respectivamente, deixa o trânsito parado no Centro de Salvador, na manhã desta terça-feira (20). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Google Street View

Por Camila Tíssia e Gabriel Nascimento no dia 20 de Setembro de 2016 ⋅ 09:43

Uma confusão entre um motorista de ônibus e um Policial Militar, identificados como Anderson Cerquiera Soares e Isaac Carvalho Mendes, respectivamente, deixou o trânsito parado no Centro de Salvador, na manhã desta terça-feira (20). Em entrevista ao apresentador José Eduardo, na Rádio Metrópole, o rodoviário relatou a situação que, segundo ele, aconteceu próximo de um ponto, em frente ao Colégio Severino Vieira, em Nazaré, no sentido Barbalho. 

"Eu estava aqui, o mesmo [agressor] entrou no veículo, e junto com outro passageiro, os dois embarcaram no veículo. A senhora mostrou a identificação dela, o outro passageiro não se identificou e sentou. Quando ele sentou na cadeira atrás de mim, o mesmo colocou o pé em cima do capô do veículo, eu pedi que tirasse o pé, porque eu chego quarenta minutos antes pra limpar o carro. Ele colocou o pé, começou a bater como pirraça. Só porque eu disse isso, ele começou a me xingar, me agredir, bateu o pé varias vezes, mostrou a carteira de PM e que era pra eu descer do veículo. Ele me agrediu, botou o pé na alavanca do carro para eu não dirigir. Tenho meus passageiros que são testemunhas", afirmou.

Por conta da situação, os trabalhadores resolveram paralisar as atividades na região, criando uma fila de ônibus e provocando um longo engarrafamento. O diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, Daniel Mota, disse que a medida é por motivo de segurança e eles só vão sair de lá quando chegar um comandante "à altura". "A categoria tomou a decisão de segurar os ônibus com apoio da população que viu a situação. Infelizmente é a vida que a gente leva, ontem um levou uma seringada no rosto. É lamentável. Queria chamar atenção do comandante Anselmo Brandão", pontuou. Os ônibus voltaram a circular na região por volta das 11h20.

Notícias relacionadas

[Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos]
Polícia

Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos

Por Matheus Simoni no dia 16 de Setembro de 2018 ⋅ 17:30 em Polícia

Eles foram flagrados com pistola, revólver e munições, além de ter envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a polícia