Polícia

Quadrilha responsável por assaltar agência dos Correios é presa pela PM

Os quatro criminosos foram encaminhados para o Posto da Polícia Federal, em Feira de Santana, onde estão sendo interrogados. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/SSP-BA

Por Camila Tíssia no dia 25 de Outubro de 2016 ⋅ 11:55

Quatro homens envolvidos no roubo a uma agência dos Correios, localizada no município de Tanquinho, a 150 quilômetros de Salvador, foi presa pela Polícia Militar (PM) prendeu, na madrugada desta terça-feira (25). De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os criminosos invadiram o cofre e fugiram com dinheiro e objetos eletrônicos.

Informações anônimas ajudaram a identificar o veículo utilizado na fuga, perseguido por guarnições das Rondas Especiais (Leste) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Litoral Norte). O grupo foi localizado e seguido até Feira de Santana, situada a 36 quilômetros do local do roubo, onde a quadrilha foi presa.

Jorge Fernandes da Paixão, Valdir Ajea, naturais de São Paulo, e os baianos Álvaro Luís Ribeiro dos Santos e Ronildo Fonseca da Silva estão sob custódia policial. Com eles foram encontrados R$ 54 mil, dois veículos (um modelo SUV, cor branca, placa PFK 0630 e outro Fiesta, cor preta, placa DUV 9706 e usado na fuga), nove aparelhos celulares, sendo um subtraído do malote dos Correios, e um notebook.

Ainda estavam em poder do grupo: duas brocas utilizadas para perfuração do cofre, uma marreta, um pé de cabra e uma alavanca de força, além de uma talhadeira e uma chave de fenda, ambas industriais. Álvaro Luís declarou ainda que possuía em sua residência uma pistola calibre 38, dois carregadores e 30 munições.

Notícias relacionadas

[Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos]
Polícia

Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos

Por Matheus Simoni no dia 16 de Setembro de 2018 ⋅ 17:30 em Polícia

Eles foram flagrados com pistola, revólver e munições, além de ter envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a polícia