Polícia

Polícia volta atrás e nega que padrinho tenha confessado assassinato de garoto

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Polícia Civil voltou atrás da informação passada à Metrópole e a outros veículos de imprensa na tarde desta quarta-feira (19) e negou que Rafael Pinheiro, padrinho de Marcus Vinícius, de 2 anos, tenha confessado o assassinato do garoto. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/PC

Por Matheus Simoni no dia 19 de Agosto de 2015 ⋅ 19:13

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Polícia Civil voltou atrás da informação passada à Metrópole e a outros veículos de imprensa na tarde desta quarta-feira (19) e negou que Rafael Pinheiro, padrinho de Marcus Vinícius, de 2 anos, tenha confessado o assassinato do garoto. 

De acordo com a nova informação da polícia, em depoimento prestado nesta quarta, Rafael afirmou que o menino sofreu um mal súbito e acabou falecendo. Ainda segundo a versão do padrinho, ele enterrou o garoto em um areal num terreno baldio nas dunas de Itapuã. Por isso, Rafael foi indiciado por ocultação de cadáver.

Na tarde de hoje (19), o Metro1 ouviu o delegado Antônio Carlos Magalhães Santos, da 12º DT (Itapuã), e este afirmou, em entrevista gravada à Metrópole, que Rafael Pinheiro confessou o assassinato da criança.

Pinheiro será apresentado pela polícia nesta quinta-feira (20), quando serão dados mais detalhes da investigação.

Notícias relacionadas

[Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos]
Polícia

Ação da PM em Lauro de Freitas deixa dois mortos

Por Matheus Simoni no dia 16 de Setembro de 2018 ⋅ 17:30 em Polícia

Eles foram flagrados com pistola, revólver e munições, além de ter envolvimento com o tráfico de drogas, segundo a polícia