Política

Cunha diz que impeachment vai continuar após STF esclarecer dúvidas

Durante café da manhã com jornalistas nesta terça-feira (29), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que só dará prosseguimento ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) esclarecer dúvidas que afirma terem restado sobre o trâmite do procedimento. [Leia mais...]

[Cunha diz que impeachment vai continuar após STF esclarecer dúvidas]
Foto : Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Por Matheus Simoni no dia 29 de Dezembro de 2015 ⋅ 17:01

Durante café da manhã com jornalistas nesta terça-feira (29), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmou que só dará prosseguimento ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) esclarecer dúvidas que afirma terem restado sobre o trâmite do procedimento.

O peemedebista declarou já está preparando um recurso ao STF chamado de embargo de declaração, que serve para esclarecer dúvidas sobre o julgamento, e que deve ser protocolado em 1º de fevereiro, na volta dos trabalhos do Poder Judiciário. Segundo Cunha, só após isso que será dado prosseguimento, imediatamente no dia seguinte.

"Não há nenhum intuito de protelar. Vamos supor que o plenário aprove e a gente vai instalar a comissão especial. Quando instalar a comissão especial vai ser como? Vai ser eleição secreta ou aberta? Vai poder ter candidaturas [avulsas] ou não vai ter candidaturas? Então vai gerar um impasse no primeiro dia, é preferível que esclareça, porque eles não esclareceram esse rito todo", declarou Cunha. "A gente ainda não tem segurança total de como dar essa continuidade", resumiu o parlamentar.

Notícias relacionadas

[Juiz manda PT baiano devolver mais de R$ 40 mil ]
Política

Juiz manda PT baiano devolver mais de R$ 40 mil 

Por Alexandre Galvão no dia 21 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:56 em Política

Nas ações, são citados o presidente do partido na Bahia, Everaldo Anunciação e Ivan Alex Teixeira Lima, secretário de Finanças

[Manoel Vitório nega conversas sobre privatização da Embasa]
Política

Manoel Vitório nega conversas sobre privatização da Embasa

Por Clara Rellstab no dia 21 de Janeiro de 2019 ⋅ 09:23 em Política

“Não tem nenhum estudo elaborado sobre isso. Eu acho que o Estado não pode abrir mão de analisar nenhum tipo de ativo dele, mas tem que ser alguma coisa bem feita”, ponde...