Política

Dilma diz ter tido "ano difícil", mas afirma estar otimista para 2016

Em mensagem enviadas para internautas, a presidente Dilma Rousseff disse estar otimista para 2016, mesmo com o ano difícil que passou. Pelas redes sociais, a presidente afirmou ainda que o país "é maior do que interesses individuais e de grupos".[Leia mais...]

[Dilma diz ter tido
Foto : Antônio Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 31 de Dezembro de 2015 ⋅ 17:01

Em mensagem enviadas para internautas, a presidente Dilma Rousseff disse estar otimista para 2016, mesmo com o ano difícil que passou. Pelas redes sociais, a presidente afirmou ainda que o país "é maior do que interesses individuais e de grupos".

"Por isso devemos todos nos empenhar no essencial: um País forte para todos os brasileiros", publicou. Dilma também afirmou que acredita na importância da agenda de reformas do Estado "para aprofundar a democracia e fortalecer as bases do crescimento sustentável". Confira a publicação da presidente:

 

Desejo aos brasileiros e brasileiras um feliz 2016, com esperança renovada de um Brasil justo, no caminho certo para um...

Posted by Dilma Rousseff on Quinta, 31 de dezembro de 2015

Comentarios

Notícias relacionadas

[Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 20:00 em Política

Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, o deputado federal tem liderado todas as pesquisas de intenção de votos.

[Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula]
Política

Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 19:31 em Política

"Verifico a inadmissão superveniente do aludido recurso excepcional, providência que acarreta a alteração do quadro processual", justificou ministro do STF

[Justiça homologa delação de Antonio Palocci]
Política

Justiça homologa delação de Antonio Palocci

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 17:40 em Política

Ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro em junho do ano passado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva