Política

Ex-senador Tarso Genro critica declarações de Wagner sobre partido "se lambuzar"

Dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) manifestaram irritação, na última segunda-feira (4), após o o ministro chefe da Casa Civil e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, ter dito que o partido "se lambuzou" no poder. [Leia mais...]

[Ex-senador Tarso Genro critica declarações de Wagner sobre partido
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 05 de Janeiro de 2016 ⋅ 06:28

Dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) manifestaram irritação, na última segunda-feira (4), após o ministro chefe da Casa Civil e ex-governador da Bahia, Jaques Wagner, ter dito que o partido "se lambuzou" no poder. A declaração foi feita durante entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

O ex-ministro da Justiça Tarso Genro classificou a fala de Wagner como "profundamente infeliz e desrespeitosa", já que "generaliza e não contextualiza". Tarso disse ainda que o ex-governador da Bahia faz "coro com o antipetismo raivoso que anda em moda na direita e extrema direita do país". O presidente do PT de São Paulo, Emídio de Souza, afirmou que o PT se desgastou ao defender o governo de Dilma Rousseff. Além disso, outros integrantes da legenda, senadores e deputados disseram que foi "um ataque desnecessário".

O líder do PT no Senado, Paulo Rocha, apaziguou o impacto das declarações. Ele afirmou que o próprio partido reconhece que reproduziu métodos em vez de ser valer da popularidade do ex-presidente Lula para modificá-los. "Cometemos erros. Foi um erro o mensalão, foi um erro fazer o caixa dois", disse.

 

Notícias relacionadas