Política

Estratégia de Wagner é dizer que o governo errou, mas quer resolver, diz MK

Mário Kertész comentou na manhã desta terça-feira (5) o momento polítco do país, além da despedida ao publicitário e político Fernando Carvalho, que foi enterrado na segunda-feira (4), no cemitério Jardim da Saudade. [Leia mais...]

[Estratégia de Wagner é dizer que o governo errou, mas quer resolver, diz MK ]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 05 de Janeiro de 2016 ⋅ 07:34

Mário Kertész comentou na manhã desta terça-feira (5) o momento polítco do país, além da despedida ao publicitário e político Fernando Carvalho, que foi enterrado na segunda-feira (4), no cemitério Jardim da Saudade. “Parece que o governo está gostando dessa história de recesso. Primeiro a presidente Dilma disse que tinha logo que resolver a situação do impeachment, querendo ver quem tinha mais farinha no saco. Agora não! A estratégia do meu amigo Jaques Wagner, em entrevista que começou aqui e continuou na Folha de S. Paulo - todas duas com enorme repercussão nacional - foi de dizer, realmente nós cometemos erros e temos problemas sérios, mas queremos resolver”, disse.

“Já Joaquim Levy continua com aquela cara de satanás. Aquela mesma cara, parece que é do temperamento dele. Chega um momento que você não pode ter um ministro da Fazenda que fica posando de coveiro, chamando para enterrar. Vamos enterrar aqui”, completou

MK também falou sobre o enterro do publicitário Fernando Carvalho. “Vejo hoje com alegria o Jornal A Tarde dar o destaque de uma página inteira ao meu amigo Fernando Carvalho. O governado Rui Costa esteve lá, deu um depoimento muito sério sobre ele. O prefeito ACM Neto esteve também. Ele era uma figura ótima, maravilhosa. Que vá em paz, que Deus o abençõe e lhe leve em paz”, lamentou Mário.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...

[Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS]
Política

Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:28 em Política

Eleito em 1989 presidente da República, o primeiro eleito pelo voto popular após a ditadura militar, Collor comandou o país entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment