Política

Neto comenta boa relação com Célia e diz: "Não vou passar por cima dela"

Diante de inúmeras especulações a respeito de sua candidatura em 2016, o prefeito ACM Neto (DEM), durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (6), evitou comentar o assunto. Entre as questões levantadas, está a possível substituição da atual vice, Célia Sacramento (PPL). [Leia mais...]

[Neto comenta boa relação com Célia e diz:
Foto : Valter Pontes/Agecom

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 06 de Janeiro de 2016 ⋅ 10:14

Diante de inúmeras especulações a respeito de sua candidatura em 2016, o prefeito ACM Neto (DEM), durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (6), evitou comentar o assunto. Entre as questões levantadas, está a possível substituição da atual vice, Célia Sacramento (PPL). "Isso não vai ser uma decisão pessoal minha. Eu preciso decidir ser candidato, mas preciso conversar com os meus aliados", disse.

"Será a construção coletiva da base partidária somada a critérios. Todos os nomes ventilados querem muito ser vice. Isso é ótimo, porque todos trabalham com mais força", afirmou. Neto falou ainda sobre a boa relação com Célia e ressaltou que não vai emitir opinião sobre a eleição. "Eu não vou cair nessa armadilha, porque não vou emitir opinião sobre A, B e C. Temos uma parceira que é Célia e tenho uma relação ótima com ela. Não vou passar por cima dela. O tempo será senhor das decisões, será algo coletivo", completou.

 

Notícias relacionadas

[PF faz buscas em endereços de Ciro Nogueira do PP]
Política

PF faz buscas em endereços de Ciro Nogueira do PP

Por Clara Rellstab no dia 22 de Fevereiro de 2019 ⋅ 07:17 em Política

Cerca de 30 policiais federais cumprem 7 mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Brasília e São Paulo

[Ex-assessor diz que dava 2/3 do salário a Queiroz]
Política

Ex-assessor diz que dava 2/3 do salário a Queiroz

Por Clara Rellstab no dia 22 de Fevereiro de 2019 ⋅ 06:46 em Política

O depoente, que, assim como Queiroz, é policial militar, disse que ganhava aproximadamente R$ 6 mil por mês como assessor de Flávio