Política

Boca Quente: a microcefalia do deputado e o "enterro de 1ª classe" de Célia

O Boca Quente desta semana conta que dois ex-vereadores estão, digamos, sem muita pauta ao redor do prefeito ACM Neto (DEM), que a vice-prefeita Célia Sacramento (PV) vai ter o chamado "enterro de primeira classe" e que há um deputado microcéfalo falando besteira por aí. [Leia mais...]

[Boca Quente: a microcefalia do deputado e o
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Metro1 no dia 07 de Janeiro de 2016 ⋅ 14:08

O Boca Quente desta semana conta que dois ex-vereadores estão, digamos, sem muita pauta ao redor do prefeito ACM Neto (DEM), que a vice-prefeita Célia Sacramento (PV) vai ter o chamado "enterro de primeira classe" e que há um deputado microcéfalo falando besteira por aí. Confira:

De vereadores a aspones?
Pelas bandas do Palácio Thomé de Souza, à boca miúda,  vivem questionando o que fazem o ex-deputado J. Carlos e o ex-vereador Everaldo Bispo. Ambos pularam para a base do prefeito ACM Neto (DEM), e desempenham a função de assessores especiais do democrata. O que isso quer dizer?

Enterro de primeira classe 
Insistindo tanto em manter a vice-prefeita Célia Sacramento (PV) no páreo para continuar vice na sua chapa de reeleição, o prefeito ACM Neto (DEM) dá a ela um enterro de primeira classe: muito elogio e sepultura.

Ministro passa longe
O ministro “quiabo” Gilberto Kassab, responsável pelos investimentos em cidades, está proibido de passear em Salvador. Ele é o culpado pela negação de recursos, via empréstimos, para o início das obras do BRT de Salvador.

Verdadeira microcefalia  
Tem um deputado federal do PT baiano que lançou uma pérola compatível com a sua microcefalia: Juca Ferreira para prefeito de Salvador.

Bem lembrado  
Outro dia, MK lembrou na rádio que a luz da senadora Lídice da Mata é forte o bastante para arranjar, sempre, empregos públicos. Domingos Leonelli, Sérgio Gaudenzi e Antônio Carlos Tramm, entre outros. Sorte deles e azar o nosso...

Prefeita em baixa
Os incêndios que assolaram a Chapada Diamantina, além de grande destruição na vegetação local, também fizeram um mal danado para a popularidade da prefeita da cidade de Lençóis, Moema Maciel (PSD). Ela está com o filme queimadíssimo entre os brigadistas, que foram peças chave para os combates aos incêndios.

Coisa boa é QI
Que coisa boa na vida é ter QI. Falando na lembrança de MK, outro que conseguiu uma boquinha em Brasília foi o ex-quase tudo Ney Campello, este do PCdoB. Depois de passar pela Prefeitura de Salvador no comando do Tenebroso, pelo governo do estado e até pela Prefeitura de Lauro de Freitas, Campello se picou para o Cerrado. Graças aos acordos do partido, agora é vice-presidente da rede de agências e varejo dos Correios. 

Notícias relacionadas

[Vice de Bolsonaro se autodeclara indígena ao TSE]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Vice de Bolsonaro se autodeclara indígena ao TSE

Por Marina Hortélio no dia 14 de Agosto de 2018 ⋅ 18:20 em Política

Na semana passada, Hamilton Mourão causou polêmica ao dizer que Brasil herdou "indolência" da cultura indígena e "malandragem" do africano