Política

Nova líder da oposição acredita que PDDU não será aprovado antes da eleição

Em entrevista ao Metro1, nesta quinta-feira (7), a Vereadora Aladilce Souza (PC do B) falou sobre suas expectativas para o exercício de 2016 como líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de Salvador. "Nós vamos procurar conduzir a bancada da oposição fazendo os debates da cidade principalmente. Esse é um ano de debater o PDDU, de balanço das ações do prefeito ACM Neto e eu acho que é o momento que nós temos muito a contribuir, para construir uma Salvador melhor, que é o que nós estamos precisando", afirmou ao assumir sua nova função. [Leia mais...]

[Nova líder da oposição acredita que PDDU não será aprovado antes da eleição]
Foto : Antônio Queirós

Por Jessica Galvão e Matheus Morais no dia 07 de Janeiro de 2016 ⋅ 18:41

Em entrevista ao Metro1, nesta quinta-feira (7), a Vereadora Aladilce Souza (PC do B) falou sobre suas expectativas para o exercício de 2016 como líder da bancada de oposição na Câmara Municipal de Salvador. "Nós vamos procurar conduzir a bancada da oposição fazendo os debates da cidade principalmente. Esse é um ano de debater o PDDU, de balanço das ações do prefeito ACM Neto e eu acho que é o momento que nós temos muito a contribuir, para construir uma Salvador melhor, que é o que nós estamos precisando", afirmou ao assumir sua nova função.

Apesar de reconhecer o trabalho do prefeito, a vereadora pontuou a necessidade de rever algumas questões. "A cidade teve muitas intervenções do prefeito, não há como negar, mas há muitos pontos que precisam ser questionados e analisados do ponto de vista da gestão, por exemplo a arrecadação da cidade. Salvador é a cidade que mais perdeu arrecadação no país e isso é grave. Em primeiro lugar, é a perda de arrecadação que é um problema fundamental. Melhorar, requalificar a rua, asfalto, é possível e importante, mas mais importante e prioritário é aumentar a arrecadação". Aladilce Souza ainda apontou erros de ACM Neto: "O prefeito ACM Neto errou na política fiscal desde a reforma tributária e nós estamos vendo o resultado agora", completou.

Questionada se o ano eleitoral pode afetar o trabalho da Casa em 2016, a vereadora voltou a lembrar do PDDU, que é de extrema necessidade para Salvador. "Ano eleitoral, sobretudo no segundo semestre, sempre acaba afetando porque muitos vereadores se candidatam a reeleição. Mas a gente tem que garantir o funcionamento da Casa, especialmente porque estamos com o projeto de lei do PDDU. Apesar da eleição, a gente tem que ter uma atuação muito forte voltada pra fazer um grande debate, democrático, com grande participação". Apesar disso, Aladilce acredita que o projeto do PDDU ainda vá demorar para ser aprovado na Câmara. "Não creio que a gente consiga aprovar esse PDDU antes da eleição, não", afirmou.

Notícias relacionadas