Política

Michel Temer inicia maratona de viagens pelo país no final de janeiro

A partir do dia 28 de janeiro, o vice-presidente da República e atual presidente nacional do PMDB, Michel Temer, vai dar início ao seu ciclo de viagens pelo país. Segundo matéria do G1, a informação foi confirmada pelo secretário-executivo do partido, Eliseu Padilha, nesta terça-feira (12). [Leia mais...]

[Michel Temer inicia maratona de viagens pelo país no final de janeiro]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 12 de Janeiro de 2016 ⋅ 16:05

A partir do dia 28 de janeiro, o vice-presidente da República e atual presidente nacional do PMDB, Michel Temer, vai dar início ao seu ciclo de viagens pelo país. Segundo matéria do G1, a informação foi confirmada pelo secretário-executivo do partido, Eliseu Padilha, nesta terça-feira (12).

Ainda de acordo com a publicação, a intenção é firmar o apoio de dirigentes estaduais do partido para a sua recondução ao comando da legenda pelos próximos dois anos e minar a articulação de um grupo ligado a Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado. Paraná será o primeiro destino do vice-presidente. A ideia é visitar dois estados por região, num único dia.

 A definição sairá de uma convenção nacional da sigla prevista inicialmente para a segunda quinzena de março. O calendário não está completamente fechado, mas as viagens deverão se prolongar até as vésperas da convenção.

Notícias relacionadas

[Justiça nega mais um habeas corpus a Dalva Sele]
Política

Justiça nega mais um habeas corpus a Dalva Sele

Por Alexandre Galvão no dia 17 de Agosto de 2018 ⋅ 15:30 em Política

Ela foi processada pelo Ministério Público Eleitoral após denunciar suposta prática de desvio de verba praticada pelo então candidato Rui Costa (PT)

[Tucanos recusam apoiar PT no segundo turno, diz coluna]
Política

Tucanos recusam apoiar PT no segundo turno, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 17 de Agosto de 2018 ⋅ 13:40 em Política

Debate sobre as composições no segundo turno foi levantado pelo ex-presidente FHC, para quem Alckmin deve buscar o apoio do PT contra Jair Bolsonaro (PSL)