Política

Michel Temer inicia maratona de viagens pelo país no final de janeiro

A partir do dia 28 de janeiro, o vice-presidente da República e atual presidente nacional do PMDB, Michel Temer, vai dar início ao seu ciclo de viagens pelo país. Segundo matéria do G1, a informação foi confirmada pelo secretário-executivo do partido, Eliseu Padilha, nesta terça-feira (12). [Leia mais...]

[Michel Temer inicia maratona de viagens pelo país no final de janeiro]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 12 de Janeiro de 2016 ⋅ 16:05

A partir do dia 28 de janeiro, o vice-presidente da República e atual presidente nacional do PMDB, Michel Temer, vai dar início ao seu ciclo de viagens pelo país. Segundo matéria do G1, a informação foi confirmada pelo secretário-executivo do partido, Eliseu Padilha, nesta terça-feira (12).

Ainda de acordo com a publicação, a intenção é firmar o apoio de dirigentes estaduais do partido para a sua recondução ao comando da legenda pelos próximos dois anos e minar a articulação de um grupo ligado a Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado. Paraná será o primeiro destino do vice-presidente. A ideia é visitar dois estados por região, num único dia.

 A definição sairá de uma convenção nacional da sigla prevista inicialmente para a segunda quinzena de março. O calendário não está completamente fechado, mas as viagens deverão se prolongar até as vésperas da convenção.

Notícias relacionadas

[MPF reforça pedido de condenação de Lula e mais 12 réus]
Política

MPF reforça pedido de condenação de Lula e mais 12 réus

Por Matheus Simoni no dia 11 de Dezembro de 2018 ⋅ 10:26 em Política

O imóvel, que é atribuído ao petista, é alvo de uma denúncia do órgão, que afirma que as empreiteiras Odebrecht e OAS compraram e pagaram por melhorias no sítio

[Benito Gama é alvo da Polícia Federal ]
Política

Benito Gama é alvo da Polícia Federal 

Por Alexandre Galvão no dia 11 de Dezembro de 2018 ⋅ 06:52 em Política

Segundo a PF, o senador Aécio Neves comprou apoio político do Solidariedade, por R$ 15 milhões