Política

Lava Jato: PP desviou quase R$ 360 mi da Petrobras, diz Janot

Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o esquema de corrupção movimentado pelo PP na Petrobras desviou R$ 357,9 milhões dos cofres da estatal, entre 2006 e 2014 – 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais.[Leia mais...]

[Lava Jato: PP desviou quase R$ 360 mi da Petrobras, diz Janot]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 17 de Janeiro de 2016 ⋅ 09:35

Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o esquema de corrupção movimentado pelo PP na Petrobras desviou R$ 357,9 milhões dos cofres da estatal, entre 2006 e 2014 – 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais. O esquema tinha como principais operadores o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef.

De acordo o jornal O Estado de S. Paulo deste domingo (17), o balanço está detalhado na denúncia contra o deputado Nelson Meurer (PP-PR) oferecida ao Supremo Tribunal Federal. De acordo com a acusação formal do Ministério Público, doações oficiais à legenda ocultaram propina.


 Ainda de acordo com a publicação, o PP é o primeiro partido a ter seu esquema de corrupção devassado pela força-tarefa da Lava Jato. A investigação em Curitiba concentra seus trabalhos também na atuação do PT e do PMDB no esquema. As três legendas, conforme o Ministério Público Federal, agiam como controladoras de áreas estratégicas da Petrobras, por meio do controle de diretorias, e beneficiárias diretas de desvios.
 
 “Em épocas de campanhas eleitorais eram realizadas doações ‘oficiais’, devidamente declaradas, pelas construtoras ou empresas coligadas, diretamente para os políticos ou para o diretório nacional ou estadual do partido respectivo”, afirmou Janot à publicação.. “Em verdade, (as doações) consistiam em propinas pagas e disfarçadas do seu real propósito.”
 
Pelo menos R$ 62 milhões do dinheiro pago pelas empreiteiras ficaram ocultos em contas de empresas de fachada e de firmas que forneciam notas frias para a “lavanderia de dinheiro” do doleiro, responsável por administrar um verdadeiro “caixa de propinas do PP”.

Rodrigo Janot pediu a perda do mandato do deputado federal Nelson Meurer. O parlamentar é acusado pelo desvio de R$ 29 milhões, do total de R$ 357,9 milhões que teriam sido parte da cota do partido no esquema na Petrobras.

Notícias relacionadas

[Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti]
Política

Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:54 em Política

Condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970, Battisti estava no Brasil e encontra-se foragido da justiça, segundo a Polícia Federal