Política

"Rui quis apenas alertar para o problema da violência", diz secretário; entenda

O secretário de Comunicação do Estado, André Curvello, rebateu as críticas feitas pelo procurador de Justiça, Rômulo Moreira, que durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (22), afirmou que o governador Rui Costa (PT) foi "infeliz" ao declarar que os pais de menores infratores devem ser indiciados pelos atos infracionais cometidos pelos filhos. [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 22 de Janeiro de 2016 ⋅ 10:08

O secretário de Comunicação do Estado, André Curvello, rebateu as críticas feitas pelo procurador de Justiça, Rômulo Moreira, que durante entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta sexta-feira (22), afirmou que o governador Rui Costa (PT) foi "infeliz" ao declarar que os pais de menores infratores devem ser indiciados pelos atos infracionais cometidos pelos filhos. De acordo com o secretário, Rui não tem "pretensão de mudar leis" e sim de alertar as famílias sobre o "grave problema da violência".

"Isso não pode ser discutido com teorias. Ele [Rui Costa] não é jurista, não é advogado. Ele é um economista, um administrador, mas vive com o povo, conhece a realidade (...) ele quis chamar atenção das famílias", ressaltou. "Não vamos ter uma educação de qualidade se a família estiver presente, isso tem que ser tratado de uma maneira transparente. As famílias têm responsabilidade sim sobre seus filhos. Ele quis apenas levar esse assunto sem hipocrisia", completou.

 

Notícias relacionadas

[Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti]
Política

Temer assina decreto de extradição de Cesare Battisti

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 16:54 em Política

Condenado por quatro homicídios na Itália na década de 1970, Battisti estava no Brasil e encontra-se foragido da justiça, segundo a Polícia Federal

[Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul]
Política

Bolsonaro quer anunciar revisão de acordo do Mercosul

Por Matheus Simoni no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 13:20 em Política

O evento na Suíça servirá para Bolsonaro fazer uma defesa enfática da aprovação de uma reforma previdenciária, ressaltando que será a sua primeira medida estruturante