Política

Dilma se diz "estarrecida" com previsões do FMI para economia brasileira

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (22) que ficou "estarrecida" com a piora das previsões do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a economia brasileira neste ano. Esta semana, o FMI divulgou relatório com previsões para a economia global e afirmou que o país não deve retomar o crescimento em 2017. [Leia mais...]

[Dilma se diz
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 22 de Janeiro de 2016 ⋅ 14:25

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (22) que ficou "estarrecida" com a piora das previsões do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a economia brasileira neste ano. Esta semana, o FMI divulgou relatório com previsões para a economia global e afirmou que o país não deve retomar o crescimento em 2017. A entidade aumentou, de 1% para 3,5%, a estimativa de queda do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro.

Durante reunião do Diretório Nacional do PDT nesta sexta, em Brasília, Dilma declarou que acredita que o país voltará a crescer. "Estou estarrecida com o relatório do Fundo Monetário Internacional, a gente sabe que o fundo fala muita coisa", afirmou.

Segundo a presidente, o fundo não atribuiu a situação crítica do Brasil à economia. "Eram dois fatores: a duração da instabilidade política e o fato de as investigações contra a Petrobras terem um prazo de duração maior e mais profundo que eles esperavam. Isso seria os principais fatores responsáveis pelo fato de eles terem de rever a posição do fundo monetário em relação ao crescimento do Brasil", declarou ela, que afirmou que o país tem "todos os fundamentos sólidos" para isso.

Notícias relacionadas

[Ação do DEM no STF pode tirar o mandato de 27 deputados]
Política

Ação do DEM no STF pode tirar o mandato de 27 deputados

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:00 em Política

Processo que questiona as novas regras para a divisão de cadeiras remanescentes tem o potencial de rachar o Centrão, segundo a Coluna do Estadão