Política

Operação Zelotes: Lula é dispensado de depoimento que faria na segunda-feira

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi dispensado de prestar depoimento como testemunha na 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. O ato foi decidido na última sexta-feira (22), pela defesa de Alexandre Paes dos Santos, réu em ação decorrente da Operação Zelotes. [Leia mais...]

[Operação Zelotes: Lula é dispensado de depoimento que faria na segunda-feira]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 23 de Janeiro de 2016 ⋅ 16:47

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi dispensado de prestar depoimento como testemunha na 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília. O ato foi decidido na última sexta-feira (22), pela defesa de Alexandre Paes dos Santos, réu em ação decorrente da Operação Zelotes.

A audiência aconteceria na próxima segunda-feira (25), mas os advogados de Lula protocolaram pedido para que Alexandre dos Santos desistisse de exigir sua participação. A justificativa foi que o ex-presidente já havia dito tudo o que sabia sobre o caso em depoimento anterior, do dia 6 janeiro, na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília.

Lula falou aos investigadores da Operação Zelotes que uma eventual "combinação" do teor de uma medida provisória é "coisa de bandido" e declarou que nunca recebeu lobistas nem propostas de vantagens indevidas enquanto exerceu a Presidência da República.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Doleiro dos doleiros quer acordo para não ser preso ]
Política

Doleiro dos doleiros quer acordo para não ser preso 

Por Metro1 no dia 24 de Junho de 2018 ⋅ 15:00 em Política

“Dario está aberto e quer falar tudo o que sabe, mas não quer ter a faca no pescoço”, diz José Marcondes de Moura, advogado brasileiro de Messer

[Defesa de Lula rebate afirmação de Moro ao STF]
Política

Defesa de Lula rebate afirmação de Moro ao STF

Por Metro1 no dia 23 de Junho de 2018 ⋅ 16:30 em Política

Os advogados de Lula argumentam que a “indisposição” de Moro para cumprir a decisão da 2ª Turma da Corte ressalta a “constante afronta” ao STF