Política

MPF denuncia ligados a Banco Rural e dona da JBS por crime financeiro

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou nove pessoas ligadas ao Banco Rural e ao grupo J&F, controlador da JBS, por crime contra o Sistema Financeiro Nacional. A denúncia, aceita pela Justiça Federal no último dia 19 de janeiro, coloca como réus o CEO do J&F e membro do conselho de administração da JBS, Joesley Mendonça Batista, e do Banco Rural, João Heraldo dos Santos Lima. [Leia mais...]

[MPF denuncia ligados a Banco Rural e dona da JBS por crime financeiro]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 26 de Janeiro de 2016 ⋅ 19:43

O Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo denunciou nove pessoas ligadas ao Banco Rural e ao grupo J&F, controlador da JBS, por crime contra o Sistema Financeiro Nacional. A denúncia, aceita pela Justiça Federal no último dia 19 de janeiro, coloca como réus o CEO do J&F e membro do conselho de administração da JBS, Joesley Mendonça Batista, e do Banco Rural, João Heraldo dos Santos Lima.

Segundo o MPF, os réus chegaram a fazer empréstimos ilegais entre si no mesmo valor. Na operação, os bancos de dois grupos econômicos emprestaram dinheiro para as empresas destes conglomerados. A prática de "troca de chumbo" fere as leis 4.595/64 (artigo 34) e 7.492/86 (artigo 17), que vedam a concessão de empréstimos de uma entidade financeira a suas sociedades controladoras, afirma o MPF.

Notícias relacionadas

[Moro deve trocar comando da Polícia Federal]
Política

Moro deve trocar comando da Polícia Federal

Por Marina Hortélio no dia 17 de Novembro de 2018 ⋅ 08:30 em Política

De acordo com a Folha, o atual superintendente da PF do Paraná, o delegado Maurício Valeixo, é um dos principais cotados para assumir o posto de diretor-geral da PF ou in...

[Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio]
Política

Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio

Por Marina Hortélio no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 16:00 em Política

Inquérito que investiga o senador por suposto recebimento de valores indevidos pela Construtora Norberto Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014