Política

Dilma realiza primeira reunião do ano com equipe do 'Conselhão'

A presidente Dilma Roussef realizou nesta quinta-feira (28), no Palácio Planalto, em Brasília, a primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico. Apelidado de "Conselhão", a equipe se reuniu para definir a estratégia do governo federal para encontrar alternativas que levem façam o país superar a crise. O responsável por abrir a reunião foi o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner. [Leia mais...]

[Dilma realiza primeira reunião do ano com equipe do 'Conselhão']
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 28 de Janeiro de 2016 ⋅ 17:52

A presidente Dilma Roussef realizou nesta quinta-feira (28), no Palácio Planalto, em Brasília, a primeira reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico. Apelidado de "Conselhão", a equipe se reuniu para definir a estratégia do governo federal para encontrar alternativas que façam o país superar a crise. O responsável por abrir a reunião foi o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner. 

O ex-governador da Bahia disse que a crise deve ser resolvida o quanto antes e pediu empenho dos conselheiros. "Cada um de nós é protagonista do que o país é hoje. Todos somos perdedores, pois na recessão todo mundo perde. Cada um de nós tem uma pauta própria de como sair do imobilismo. Dentro da pautas de cada um, haverá intenções para uma pauta de convergências. É preciso criar consequências deste encontro para ações compartilhadas. A crise é diferente de todas as outras, mas precisa ser resolvida no curto prazo. No longo prazo, o Brasil sempre será terra de oportunidades pela infindável força de seus trabalhadores", declarou Wagner.

Aplaudida de pé pelos integrantes do Conselhão, Dilma reconheceu o momento de recessão e aproveitou para pedir um maior combate ao mosquito Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vírus Zika. "Peço aos senhores e senhoras que mobilizem funcionários, seus companheiros de sindicatos, os fiéis de sua igreja, os colegas de trabalho e de escola, a família e os vizinhos. Afinal, o mosquito não pode ser mais forte que um país inteiro consciente de sua ameaça", disse.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Defesa de Lula rebate afirmação de Moro ao STF]
Política

Defesa de Lula rebate afirmação de Moro ao STF

Por Metro1 no dia 23 de Junho de 2018 ⋅ 16:30 em Política

Os advogados de Lula argumentam que a “indisposição” de Moro para cumprir a decisão da 2ª Turma da Corte ressalta a “constante afronta” ao STF

[Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 20:00 em Política

Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, o deputado federal tem liderado todas as pesquisas de intenção de votos.

[Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula]
Política

Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 19:31 em Política

"Verifico a inadmissão superveniente do aludido recurso excepcional, providência que acarreta a alteração do quadro processual", justificou ministro do STF

[Justiça homologa delação de Antonio Palocci]
Política

Justiça homologa delação de Antonio Palocci

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 17:40 em Política

Ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro em junho do ano passado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva