Política

Instituto confirma visita de Lula a imóvel no Guarujá, mas nega propriedade

Em nota divulgada neste domingo (31), a assessoria de imprensa do Instituto Lula negou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus familiares sejam proprietários de um apartamento tríplex no litoral de São Paulo. O empreendimento é alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo, que apura se o ex-presidente ocultou patrimônio em razão do triplex, que teria sido cedido à família dele pela construtora OAS. [Leia mais...]

[Instituto confirma visita de Lula a imóvel no Guarujá, mas nega propriedade]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 31 de Janeiro de 2016 ⋅ 14:02

Em nota divulgada neste domingo (31), a assessoria de imprensa do Instituto Lula negou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus familiares sejam proprietários de um apartamento tríplex no litoral de São Paulo. O empreendimento é alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo, que apura se o ex-presidente ocultou patrimônio em razão do triplex, que teria sido cedido à família dele pela construtora OAS.

O instituto também divulgou documentos sobre a aquisição da cota. No texto, intitulado "Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa" o Instituto Lula acusa adversários políticos e parte da imprensa de "criar um escândalo a partir de invencionices". "O ex-presidente Lula frequenta, em dias de descanso, um sítio de propriedade de amigos da família na cidade de Atibaia", diz a nota. "Embora pertença à esfera pessoal e privada, este é um fato tornado público pela imprensa já há bastante tempo. A tentativa de associá-lo a supostos atos ilícitos tem o objetivo mal disfarçado de macular a imagem do ex-presidente", diz a nota do Instituto Lula.

A nota contém parte das explicações que integrarão a estratégia de defesa traçada por Lula e sua equipe de advogados no Instituto nesta semana. O texto diz que a família do ex-presidente Lula investiu R$ 179.650,80 na compra da cota, que foi declarada à Receita e ao Tribunal Superior Eleitoral, segundo a assessoria do petista. O Instituto Lula afirma, ainda, que o ex-presidente visitou o apartamento triplex de número 164-A acompanhado de sua esposa e do então presidente da OAS, Léo Pinheiro, preso na Operação Lava Jato.

"Lula e Marisa avaliaram que o imóvel não se adequava às necessidades e características da família, nas condições em que se encontrava. Foi a única ocasião em que o ex-presidente Lula esteve no local", afirma o instituto.

Notícias relacionadas

[Candidatura de Garotinho é impugnada]
Política

Candidatura de Garotinho é impugnada

Por Clara Rellstab no dia 20 de Agosto de 2018 ⋅ 17:00 em Política

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, a suspensão foi feita com base na condenação por “ato doloso de improbidade administrativa"