Política

"Tô conversando. Não tem nada decidido", declara Marcelo Nilo sobre novo partido

Questionado sobre a sua vida partidária, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, falou na manhã desta segunda-feira (1º), que deve tomar uma decisão logo após o carnaval de Salvador. [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 01 de Fevereiro de 2016 ⋅ 11:06

Questionado sobre a sua vida partidária, durante a posse da nova mesa diretora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, falou na manhã desta segunda-feira (1º), que deve tomar uma decisão logo após o carnaval de Salvador. "Tô aguardando a promulgação da PEC que foi aprovada no Senado Federal e na Câmara dos Deputados. Salvo engano logo depois do carnaval vai promulgar e vou ter 30 dias para decidir. Tô aguardando, estou conversando, mas não tem nada decidido", afirmou.

Sobre as eleições deste ano, Nilo afirmou que o pleito não deve influenciar o trabalho na Assembleia. "A eleição é dos prefeitos e dos vereadores, primeiro semestre será normal, no segundo iremos avaliar conversar com os deputados mas creio que não sofreremos na questão de continuidade, os deputados têm o compromisso de frequentar as sessões plenárias, as comissões", completou.

"Vamos hoje às 15h reabrir os trabalhos legislativos com a presença de Rui Costa que vai prestar contas do ano de 2015. Vamos projetar o ano de 2016, que é um ano da esperança apesar de estarmos preocupados com a crise econômica de 2015, que com certeza poderá entrar em 2016 mas o importante é olhar pra frente pensar no futuro e pensar pra frente", completou.

 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro exibe vídeo em que Wal nega ser funcionária fantasma]
Política

Bolsonaro exibe vídeo em que Wal nega ser funcionária fantasma

Por Clara Rellstab no dia 16 de Agosto de 2018 ⋅ 10:20 em Política

Wal diz na gravação feita pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro e pelo vereador Carlos Bolsonaro que está passando por uma humilhação e que está sendo criminalizada por...

[Banqueiro é preso no Rio em operação da Lava Jato]
Política

Banqueiro é preso no Rio em operação da Lava Jato

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Agosto de 2018 ⋅ 10:00 em Política

Segundo as investigações da operação no Rio, ele teria pago R$ 3,12 milhões de propina ao grupo do ex-governador Sérgio Cabral