Política

Rui critica oposição que "atormenta" e descarta impeachment: “Está sepultado"

O governador Rui Costa (PT) opinou sobre a situação política do país e a recessão econômica que levaram a oposição a cogitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Mas, para o petista, o caso já é um assunto encerrado. [Leia mais...]

[Rui critica oposição que
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira e Matheus Morais no dia 15 de Fevereiro de 2016 ⋅ 08:33

O governador Rui Costa (PT) opinou sobre a situação política do país e a recessão econômica que levaram a oposição a cogitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Mas, para o petista, o caso já é um assunto encerrado. “O impeachment está sepultado. O Brasil precisa fazer várias reformas. Em primeiro lugar, o Brasil é dos poucos estados do mundo que tem justiça eleitoral. Não teme essa de uma eleição ser discutida por 1,2, 3 anos, isso é um custo financeiro para o país. Quem mantém o sistema funcionando é o contribuinte. O julgamento de um processo eleitoral tem que ser rápido. É uma imensidão de processos. Essa conta quem paga é o contribuinte, isso só agrava a crise e o custo para o trabalhador “, disse em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta segunda-feira (15).

Rui aproveitou para alfinetar a oposição que, segundo ele, “inferniza” o país. “É preciso ter um espírito nacional e colocar em primeiro lugar o interesse da nação, gerar emprego e trazer segurança para as ruas. Isso só se faz com desenvolvimento, precisamos deixar os partidos em segundo plano. Precisamos superar a politica do quanto pior melhor. Quem perdeu a eleição não aceita e está infernizando o país com ações no TSE. Na hora que a gente destravar a crise política, vamos melhorar a coisa. Nós estamos disputando os investimentos com outros países. O empresário vai investir onde tiver mais segurança”, concluiu.

 

Notícias relacionadas