Política

Saída de Maurício Bacelar do Detran expõe briga interna no PTN

A troca na direção-geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), oficializada nesta terça-feira (16) — e posteriormente negada pelo próprio órgão —, tem origem e consequências na política interna do PTN. Maurício Bacelar, que comandava o Detran, não conseguiu se manter no cargo nem com a força do irmão, o deputado federal José Carlos Bacelar, perdendo espaço para um grupo de insatisfeitos com os rumos da legenda.

[Saída de Maurício Bacelar do Detran expõe briga interna no PTN]
Foto : Assembleia Legislativa do Estado da Bahia/Divulgação

Por Felipe Paranhos no dia 16 de Fevereiro de 2016 ⋅ 14:36

A troca na direção-geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), oficializada nesta terça-feira (16) — e posteriormente negada pelo próprio órgão —, tem origem e consequências na política interna do PTN. Maurício Bacelar, que comandava o Detran, não conseguiu se manter no cargo nem com a força do irmão, o deputado federal José Carlos Bacelar, perdendo espaço para um grupo de insatisfeitos com os rumos da legenda.

O Metro1 apurou que as pressões do deputado Alex Lima, que já havia insinuado que sairia do partido e migraria para a oposição, minaram Maurício Bacelar. O processo de saída da base de Rui dentro do PTN começou ainda na Câmara Municipal de Salvador e ameaçava incomodar ainda mais na Assembleia.

O agrado a Alex Lima deve aplacar, ao menos por ora, a insatisfação do grupo de quase-dissidentes da sigla.

Notícias relacionadas