Política

Caso Cunha: relator diz que precisa de mais tempo para apresentar parecer

O Conselho de Ética não avançou no processo que investiga Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, por suposta quebra de decoro parlamentar, na primeira reunião, que acontece nesta terça-feira (16), depois do recesso legislativo e o feriado do Carnaval. [Leia mais...]

[Caso Cunha: relator diz que precisa de mais tempo para apresentar parecer]
Foto : Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 16 de Fevereiro de 2016 ⋅ 15:41

O Conselho de Ética não avançou no processo que investiga Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, por suposta quebra de decoro parlamentar, na primeira reunião, que acontece nesta terça-feira (16), depois do recesso legislativo e o feriado do Carnaval.

A expectativa é de que o relator do caso, deputado Marcos Rogério (PDT-RO), apresente novamente o seu parecer pela continuidade das investigações. Porém, o político informa que precisaria de um tempo maior para realizar alterações no texto porque o PSOL mostrou, no início do mês, novos documentos ao processo.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Bolsonaro decide fugir de debates na TV no primeiro turno

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 20:00 em Política

Sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto, o deputado federal tem liderado todas as pesquisas de intenção de votos.

[Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula]
Política

Fachin arquiva pedido de liberdade de Lula

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 19:31 em Política

"Verifico a inadmissão superveniente do aludido recurso excepcional, providência que acarreta a alteração do quadro processual", justificou ministro do STF

[Justiça homologa delação de Antonio Palocci]
Política

Justiça homologa delação de Antonio Palocci

Por Metro1 no dia 22 de Junho de 2018 ⋅ 17:40 em Política

Ex-ministro foi condenado pelo juiz Sergio Moro em junho do ano passado a 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção passiva