Política

Deputados petistas participam de ato em defesa de Lula

21 deputados federais participaram de um ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Instituto Lula, na manhã desta quarta-feira (17), em São Paulo.[Leia mais...]

[Deputados petistas participam de ato em defesa de Lula ]
Foto : Divulgação/ Instituto Lula

Por Matheus Morais no dia 17 de Fevereiro de 2016 ⋅ 12:41

21 deputados federais participaram de um ato em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Instituto Lula, na manhã desta quarta-feira (17), em São Paulo. Eles tinham se programado, anteriormente, para acompanhar o depoimento de Lula no Fórum Criminal da Barra Funda, que foi cancelado. 

Os parlamentares se reuniram com Lula e dona Marisa Letícia até por volta das 11h. Após o encontro, parte dos deputados retornou para Brasília e outros seguiram para o Fórum da Barra Funda, onde manifestantes pró e contra Lula se concentram desde o início da manhã. A Avenida Doutor Abrahão Ribeiro, em frente ao fórum estava com as quatro pistas interditadas pelos manifestantes.

O depoimento do ex-presidente foi suspenso por liminar do Conselho Nacional do Ministério Público. Lula e Marisa seriam ouvidos sobre o apartamento triplex, no Condomínio Solaris, no Guarujá. A suspeita do Ministério Público Federal é de que houve tentativa de ocultar a identidade do dono do triplex, que seria do ex-presidente, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.

Notícias relacionadas

[Justiça nega mais um habeas corpus a Dalva Sele]
Política

Justiça nega mais um habeas corpus a Dalva Sele

Por Alexandre Galvão no dia 17 de Agosto de 2018 ⋅ 15:30 em Política

Ela foi processada pelo Ministério Público Eleitoral após denunciar suposta prática de desvio de verba praticada pelo então candidato Rui Costa (PT)

[Tucanos recusam apoiar PT no segundo turno, diz coluna]
Política

Tucanos recusam apoiar PT no segundo turno, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 17 de Agosto de 2018 ⋅ 13:40 em Política

Debate sobre as composições no segundo turno foi levantado pelo ex-presidente FHC, para quem Alckmin deve buscar o apoio do PT contra Jair Bolsonaro (PSL)