Política

Prefeitura de Salvador congela R$ 1,6 bi do orçamento

De acordo com um levantamento do jornal Folha de S. Paulo, ao menos cinco grandes cidades congelaram seus orçamentos, entre elas: Salvador, Manaus, Cuiabá, Campinas e Niterói.[Leia mais...]

[Prefeitura de Salvador congela R$ 1,6 bi do orçamento]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais no dia 22 de Fevereiro de 2016 ⋅ 09:10

De acordo com um levantamento do jornal Folha de S. Paulo, ao menos cinco grandes cidades congelaram seus orçamentos, entre elas: Salvador, Manaus, Cuiabá, Campinas e Niterói. A pesquisa mostra que as prefeituras devem arrecadar menos que o previsto em 2016. Em Salvador, mesmo com uma previsão de gasto menor do que no ano passado, a prefeitura vai contingenciar cerca de R$ 1,6 bilhão do orçamento de R$ 5,6 bilhões. 

"É uma cautela frente ao cenário de 2015, quando o governo federal fechou as torneiras para liberação de recursos", afirmou o secretário da Fazenda de Salvador, Paulo Souto. Dos 1,6 bilhão congelado, R$ 1 bilhão é referente a gastos previstos para serem bancados com empréstimos e convênios. 

Salvador arrecadou apenas R$ 16 milhões em convênios, cerca de 5% do previsto no orçamento, e somente R$ 6,3 milhões em empréstimos. Segundo a publicação, os outros R$ 600 milhões congelados são recursos previstos de transferências constitucionais e arrecadação própria, o que deve impactar investimentos. Em 2015, a Prefeitura de Salvador investiu 15% a menos que no ano anterior.

Notícias relacionadas

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...

[Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS]
Política

Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:28 em Política

Eleito em 1989 presidente da República, o primeiro eleito pelo voto popular após a ditadura militar, Collor comandou o país entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment