Política

Cunha prolonga votações no plenário e força Conselho a suspender sessão

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), suspendeu a reunião desta quarta-feira (24) destinada a votar o parecer do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) pela continuidade do processo de cassação do presidente da casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por causa do início das votações no plenário. [Leia mais...]

[Cunha prolonga votações no plenário e força Conselho a suspender sessão]
Foto : Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

Por Stephanie Suerdieck no dia 24 de Fevereiro de 2016 ⋅ 16:39

O presidente do Conselho de Ética da Câmara, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), suspendeu a reunião desta quarta-feira (24) destinada a votar o parecer do deputado Marcos Rogério (PDT-RO) pela continuidade do processo de cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por causa do início das votações no plenário. Isso porque, pelo regimento interno, comissões não podem funcionar quando há a chamada “ordem do dia”, mas Eduardo Cunha resolveu antecipar a sessão e marcou para 9h as votações desta quarta. A sessão do plenário se estendeu pela tarde, apesar de, normalmente, às quartas-feiras, as votações do plenário serem marcadas para 14h30 e só começarem efetivamente após as 17h.

O presidente da Câmara alegou que queria viabilizar a aprovação de propostas de emenda à Constituição, o que impediu o funcionamento do Conselho de Ética, que já tinha reunião agendada para 14h30. Mesmo com o encerramento da sessão, o presidente do Conselho de Ética disse que tentará retomar a reunião do órgão após as votações.

Vale destacar que desde a abertura do processo que investiga o presidente da Casa, em novembro, já são 50 dias úteis sem que sequer votar o parecer preliminar.

Notícias relacionadas