Política

"Falta de planejamento do Governo", diz oposição sobre empréstimo de R$ 2,5 bi

Depois que governador da Bahia, Rui Costa, enviou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) três projetos de leis com pedidos de autorização para contratar operação de crédito junto a instituições financeiras internacionais, o Deputado Estadual e líder da oposição na Assembleia, Sandro Régis, questionou a ação. Em entrevista ao Metro1, o deputado chegou a dizer que o empréstimo é uma "nítida falta de planejamento do Governo". [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 27 de Fevereiro de 2016 ⋅ 11:17

Depois que governador da Bahia, Rui Costa, enviou à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) três projetos de leis com pedidos de autorização para contratar operação de crédito junto a instituições financeiras internacionais, o Deputado Estadual e líder da oposição na Assembleia, Sandro Régis, questionou a ação. Em entrevista ao Metro1, o deputado chegou a dizer que o empréstimo é uma "nítida falta de planejamento do Governo do Estado".

Os valores solicitados, somados, chegam a quase R$ 3 bilhões, conforme a cotação atual do dólar (R$ 3,99) e do euro (4,36). E para Sandro Régis, essas autorizações de empréstimo que chegam na Casa, devem ter o "devido esclarecimento: como? De que forma? E aonde serão pagos esses valores?".

"Ele quer empréstimo para as mesmas áreas que ele fez corte no orçamento. Isso é falta clara de planejamento. Eu já quero aqui alertar a sociedade que a Assembleia Legislativa não pode e não deve votar esses empréstimos, em regime de urgência, sem ter debatido nas devidas comissões técnicas para que os parlamentares e até a própria sociedade tenham conhecimento. Nós, parlamentares, nos elegemos para defender interesse da sociedade, não fazer da assembleia uma secretaria de estado para aprovar um cheque em branco ao governador. Isso é preocupante", declarou.

Notícias relacionadas