Política

Citado em delação, Cardozo diz que Delcídio não tem 'credibilidade para acusar'

Após ser empossado como novo ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo disse nesta quinta-feira (3), momentos após assumir o novo cargo, que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) não possui "nenhuma credibilidade" para fazer qualquer acusação, caso sejam confirmadas informações de que ele teria feito acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. [Leia mais...]

[Citado em delação, Cardozo diz que Delcídio não tem 'credibilidade para acusar']
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 03 de Março de 2016 ⋅ 14:56

Após ser empossado como novo ministro-chefe da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo disse nesta quinta-feira (3), momentos após assumir o novo cargo, que o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) não possui "nenhuma credibilidade" para fazer qualquer acusação, caso sejam confirmadas informações de que ele teria feito acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. 

De acordo com reportagem da revista Isto É, o senador petista, que firmou acordo de delação premiada com a equipe que investiga a Operação Lava Jato, disse em depoimento que a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinham conhecimento do esquema de corrupção na Petrobras. Ainda segundo o senador, a presidente tentou por três ocasiões interferir na Lava Jato, com a ajuda de Cardozo. "É indiscutível e inegável a movimentação sistemática do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo e da própria presidente Dilma Rousseff no sentido de promover a soltura de réus presos na operação", afirmou Delcídio na delação. 

Cardozo disse desconhecer a delação e afirmou que o senador petista não 'prima pela verdade'. "Vamos ser francos. Em primeiro lugar, não sei se há realmente uma delação premiada. Se houver, o senador Delcídio, com quem sempre tive excelentes relações, não tem primado por dizer a verdade”, disse Cardozo, após a cerimônia de posse ocorrida no Palácio do Planalto. Cardozo deixou o comando do Ministério da Justiça e assumiu a AGU. "Sinceramente, independentemente do que foi dito, o senador Delcídio, depois de todos os episódios, não tem nenhuma credibilidade para fazer nenhuma afirmação", acrescentou.

Notícias relacionadas

[Isidório renuncia na AL-BA e policial federal assume]
Política

Isidório renuncia na AL-BA e policial federal assume

Por Clara Rellstab no dia 24 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:20 em Política

O Policial Federal Anderson Muniz assumirá a posição de Isidório na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) até o dia 31 de janeiro