Política

"Conjunto de mentiras", diz Cardozo sobre delação de Delcídio

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta quinta-feira (3), durante entrevista coletiva após cerimônia de transmissão de cargo, que, se de fato houve, a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) é um "conjunto de mentiras". [Leia mais...]

[
Foto : José Cruz /Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 03 de Março de 2016 ⋅ 17:13

O ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta quinta-feira (3), durante entrevista coletiva após cerimônia de transmissão de cargo, que, se de fato houve, a delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) é um "conjunto de mentiras".

"Se há uma suposta delação, nós temos um conjunto de mentiras [...] Eu tenho reiteradamente dito que uma delação premiada pode dizer uma verdade, uma verdade seletivamente, ou pode ser só de mentiras. Uma delação pode ter vários componentes", disse Cardozo.

O novo Advogado-Geral da União contestou declaração de Delcídio de que o ministro Marcelo Navarro teria sido indicado para o Superior Tribunal de Justiça (STJ) com o objetivo de favorecer acusados na Operação Lava Jato.

"No período que estive no MJ, eu já tive 16 ministros nomeados para o STJ, sendo que 14 já foram empossados. Cinco nomeações entre os 11 do STF. Vocês podem procurar cada um desses ministros e indagar se em algum momento eu busquei, ou alguém buscou em nome do governo, algum tipo de negociação para casos concretos", disse.

Notícias relacionadas