Política

Caiado pede auditoria do TCU nos gastos de Lula com recursos públicos

Ronaldo Caiado (GO), líder do Democratas no Senado, requisitou auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) nos gastos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobertos com recursos do Orçamento da União entre os anos de 2011 e 2014. [Leia mais...]

[Caiado pede auditoria do TCU nos gastos de Lula com recursos públicos]
Foto : Waldemir Barreto/Agência Senado

Por Jessica Galvão no dia 08 de Março de 2016 ⋅ 15:37

Ronaldo Caiado (GO), líder do Democratas no Senado, requisitou auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) nos gastos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobertos com recursos do Orçamento da União entre os anos de 2011 e 2014. 

A justificativa do requerimento, apresentada ao plenário do Senado Federal, consta o pagamento de diárias a servidores colocados à sua disposição em deslocamentos a imóveis de seu usufruto, reformados por construtoras com relações contratuais suspeitas com o ex-presidente, bem como em viagens internacionais financiadas por algumas das empresas investigadas no escândalo da Petrobras.

"Algumas dessas diárias teriam sido pagas em datas coincidentes com viagens de Lula a serviço das construtoras, o que por si já comprova a má aplicação de recursos públicos em desvios que favorecem terceiros indevidamente, mesmo que seus familiares diretos, traduzindo-se em casos de uma mordomia completamente descabida", disse Caiado.

O líder democrata ainda fala que o Senado não pode se omitir diante da gravidade dos fatos noticiados pela imprensa e já em processo de investigação pelo Ministério Público, caso das obras no tríplex do Guarujá, no sítio em Atibaia, além das viagens internacionais a serviço das construtoras, em que há apuração em curso sobre suposto tráfico de influência praticado pelo presidente. 

"Diante da gravidade desse fato, torna-se urgente que o Tribunal de Contas da União realize uma auditoria minuciosa de todo e qualquer recurso público que tenha sido empregado no pagamento de despesas do ex-presidente Presidente para que o Senado possa exercer de fato sua competência fiscalizadora, definida no artigo 49, da Constituição Federal", falou Ronaldo Caiado.

Notícias relacionadas