Política

"Não sairei sem que haja motivo", diz Dilma sobre renúncia de mandato

Durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (11), que não renunciará ao mandato. "A renúncia é um ato voluntário. Aqueles que querem a renúncia estão reconhecendo que não há uma base real para pedir a minha saída desse cargo. Portanto, por interesses políticos de quem quer que seja, por definições de quem quer que seja, eu não sairei desse cargo sem que haja motivo para tal", disse. [Leia mais...]

[
Foto : Agência Brasil

Por Jessica Galvão no dia 11 de Março de 2016 ⋅ 14:13

Durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (11), que não renunciará ao mandato. "A renúncia é um ato voluntário. Aqueles que querem a renúncia estão reconhecendo que não há uma base real para pedir a minha saída desse cargo. Portanto, por interesses políticos de quem quer que seja, por definições de quem quer que seja, eu não sairei desse cargo sem que haja motivo para tal", disse.

O senador Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, principal partido de oposição, tinha sugerido à petista, a sua renúncia como saída para as crises política e econômica. "Eu acredito que nao é absolutamente correto por parte de nenhum líder da oposição pedir a renúncia de um cargo de presidente legitimamente eleito pelo povo, sem dar elementos comprovatórios de que eu tenho de alguma forma ferido qualquer inciso da Consituição ou qualquer previsão que haja na Constituição para meu impeachment", declarou Dilma.

Indagada com questionamentos sobre se ela estaria "resignada" diante de um eventual afastamento da Presidência, Dilma afirmou que não é do seu perfil estar resignada frente a dificuldades, e voltou a falar dos vazamentos de informações divulgados pela imprensa.

"Eu não estou resignada diante de nada. Não tenho esta postura diante da vida", disse. "Tem dó, esta história de resignação não é comigo, não", completou a presidente.

Notícias relacionadas