Política

Defesa afirma que José Carlos Bumlai tem câncer na bexiga

O pecuarista José Carlos Bumlai foi diagnosticado com câncer na bexiga. A informação foi confirmada pelo advogado de defesa de Bumlai, Arnaldo Malheiros Filho. Amigo de Lula, o pecuarista está preso desde 24 de novembro de 2015, data em que foi deflagrada a Operação Passe Livre, desdobramento da Lava Jato. Ele é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta. [Leia mais...]

[Defesa afirma que José Carlos Bumlai tem câncer na bexiga]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 11 de Março de 2016 ⋅ 19:42

O pecuarista José Carlos Bumlai foi diagnosticado com câncer na bexiga. A informação foi confirmada pelo advogado de defesa de Bumlai, Arnaldo Malheiros Filho. Amigo de Lula, o pecuarista está preso desde 24 de novembro de 2015, data em que foi deflagrada a Operação Passe Livre, desdobramento da Lava Jato. Ele é acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e gestão fraudulenta. Na última terça-feira (8), Bumlai foi levado para o Hospital Vera Cruz, em Curitiba, para a realização de uma bateria de exames médicos.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos no âmbito da Lava Jato, havia determinado que o pecuarista fosse submetido aos exames depois que os advogados de defesa pediram autorização para novo deslocamento de Bumlai para o hospital. A defesa alega que ele havia sofrido sangramento de urina na carceragem da Polícia Federal.

Bumlai teve alta nesta sexta-feira (11) e retornou ao presídio. Ainda segundo a defesa de Bumlai, em petição ao juiz Moro, antes de ser preso preventivamente na Lava Jato, Bumlai "estava realizando acompanhamento médico regular em virtude de diversos problemas de saúde diagnosticados nos últimos anos, entre eles o glaucoma".

"Além de confirmar tal informação, no último dia 11 de janeiro, o médico da família indicou a extrema necessidade de realização de exames para investigar o episódio de sangramento de urina ocorrido na carceragem da Polícia Federal de Curitiba, bem como a necessidade de realização de fisioterapia para tratar a osteoartrose", assinalam os defensores.

Notícias relacionadas