Política

"No PT são todos iguais", diz Pablo Barrozo durante manifestação na Barra

Durante a manifestação contra o governo do PT, que levou milhares de pessoas à Barra, neste domingo (13), o deputado estadual Pablo Barrozo (DEM), elogiou o protesto e afirmou que a presidente Dilma não tem mais condições de administrar o país. [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 13 de Março de 2016 ⋅ 14:39

Durante a manifestação contra o governo do PT, que levou milhares de pessoas à Barra, neste domingo (13), o deputado estadual Pablo Barrozo (DEM), elogiou o protesto e afirmou que a presidente Dilma não tem mais condições de administrar o país. "Eu fiquei feliz com o movimento, porque o que faz o impeachment acontecer, é a rua. Pode passar qualquer crise, mas a presidente Dilma não tem o respeito da população baiana, nem brasileira. Já que ela não tem a hombridade de renunciar o impeachment é o melhor caminho", declarou.

O deputado disse ainda que no PT "todos são iguais". "Seja qual for o corrupto em qualquer partido em qualquer lugar tem que ser preso. Temos que pensar no nosso país. Infelizmente temos uma presidente que em qualquer partido não teria condições de governar, não tem pessoas ao redor dela capacitadas pra ajudá-la", afirmou.

"Não gostaria que nada disso tivesse acontecendo, mas infelizmente nossa realidade é dura. Se formou uma quadrilha lá em torno do governo, não sei quem não os culpados, quem tem que apresentar o culpado é a Justiça, mas em relação a polícia a presidente não tem condições de governar", enfatizou.

 

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...