Política

"Está prestando um ótimo serviço para o Brasil", diz deputado sobre delação

A delação premiada firmada entre o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) para colaborar com as investigações da Operação Lava Jato foi homologada, nessa terça-feira (15), pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). [Leia mais...]

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 16 de Março de 2016 ⋅ 09:02

A delação premiada firmada entre o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e a Procuradoria-Geral da República (PGR) para colaborar com as investigações da Operação Lava Jato foi homologada, nessa terça-feira (15), pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). O petista afirmou que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), recebeu propina de Furnas, empresa de economia mista subsidiária da Eletrobras. Sobre essa colaboração, o líder do PSDB na Câmara dos Deputados, deputado federal  Antonio Imbassahy, disse que está prestando um ótimo serviço para o Brasil. 

"Cada dia é estarrecedor. Precisamos preservar isso. Outro fato foi a conversa entre Aloísio Mercadante e um auxiliar de Delcidio. Isso deixa a população indignada. Essa organização criminosa que tomou o Brasil de assalto ainda tentam obstruir a Operação Lava Jato. Ela vai prosseguir e vamos fazer uma revisão completa na república", afirmou em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quarta-feira (16).    

Notícias relacionadas

[Bolsonaro será recebido por Trump nesta terça-feira ]
Política

Bolsonaro será recebido por Trump nesta terça-feira 

Por Juliana Almirante no dia 19 de Março de 2019 ⋅ 08:40 em Política

No encontro, os mandatários devem discutir comércio bilateral, parcerias estratégicas no setor militar, além da situação econômica e política da Venezuela.

[Marielle Franco é homenageada na Câmara de Salvador]
Política

Marielle Franco é homenageada na Câmara de Salvador

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Março de 2019 ⋅ 08:20 em Política

A sessão especial foi proposta pelo vereador Marcos Mendes (PSOL) e contou com a presença do pai de Marielle, Antônio Silva Neto