Política

Em áudio, Lula xinga Cunha, Renan e critica STF e Congresso; ouça

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sofreu um duro golpe nesta quarta-feira (16), justamente no dia em que foi nomeado como ministro da Casa Civil do governo Dilma. Em conversas divulgadas pela Polícia Federal, após autorização do juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente critica o Supremo Tribunal Federal (STF), o Poder Judiciário e o Congresso Nacional. [Leia mais...]

[Em áudio, Lula xinga Cunha, Renan e critica STF e Congresso; ouça]
Foto : Paulo Pinto/Fotos Públicas

Por Matheus Simoni no dia 17 de Março de 2016 ⋅ 08:37

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sofreu um duro golpe nesta quarta-feira (16), justamente no dia em que foi nomeado como ministro da Casa Civil do governo Dilma. Em conversas divulgadas pela Polícia Federal, após autorização do juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente critica o Supremo Tribunal Federal (STF), o Poder Judiciário e o Congresso Nacional. Lula ainda criticou duramente o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

"Temos uma Suprema Corte acovardada, uma Justiça totalmente acovardada, um parlamento totalmente acovardado, principalmente agora quando o PT e o PSDB começaram a acordar e começaram a brigar. Nós temos um presidente da Câmara fudido, um presidente do Senado fudido, não sei quantos parlamentares ameaçados. E fica todo mundo no compasso de que vai acontecer um milagre e vai todo mundo se salvar. Eu estou assustado com a república de Curitiba", disse Lula

 O governo classificou a liberação do conteúdo pelo juiz Sérgio Moro como uma "afronta" a direitos e garantias da Presidência da República e uma "flagrante violação da lei e da Constituição da República, cometida pelo juiz autor do vazamento".

Notícias relacionadas