Política

Dilma classifica grampo como "flagrante violação da Constituição"

A Presidência da República comentou a divulgação de conversas telefônicas entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Lula nesta quarta-feira (16). O governo classificou a liberação do conteúdo pelo juiz Sérgio Moro como uma "afronta" a direitos e garantias da Presidência da República e uma "flagrante violação da lei e da Constituição da República, cometida pelo juiz autor do vazamento". [Leia mais...]

[Dilma classifica grampo como
Foto : Agência Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 16 de Março de 2016 ⋅ 21:12

A Presidência da República comentou a divulgação de conversas telefônicas entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e o ex-presidente Lula nesta quarta-feira (16). O governo classificou a liberação do conteúdo pelo juiz Sérgio Moro como uma "afronta" a direitos e garantias da Presidência da República e uma "flagrante violação da lei e da Constituição da República, cometida pelo juiz autor do vazamento".

"Em que pese o teor republicano da conversa, [a nota] repudia com veemência sua divulgação que afronta direitos e garantias da Presidência da República", diz a nota. Segundo a Presidência,  "todas as medidas judiciais e administrativas cabíveis serão adotadas".

Notícias relacionadas