Política

Juiza carioca concede nova liminar contra posse de Lula como ministro

Pela segunda vez nesta quinta-feira, a Justiça Federal, por meio de liminar, decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil. Na nova ação, desta vez da juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, foi deferida liminar na ação popular proposta pelo cidadão Thiago Schettino Godim Coutinho. [Leia mais...]

[Juiza carioca concede nova liminar contra posse de Lula como ministro]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 17 de Março de 2016 ⋅ 19:55

Pela segunda vez nesta quinta-feira, a Justiça Federal, por meio de liminar, decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil. Na nova ação, desta vez da juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, foi deferida liminar na ação popular proposta pelo cidadão Thiago Schettino Godim Coutinho.

Na justificativa para proferir a liminar, a magistrada diz que, ao nomear Lula ministro da Casa Civil e estando o mesmo sob investigação pelos crimes os mais diversos, o governo teve por objetivo, tão somente, conceder-lhe o foro privilegiado.

"Incorre, assim, em desvio de finalidade e ilegalidade do objeto. A intenção da Presidente da República, era, exatamente, 'blindar' referido cidadão e redirecionar os processos referentes à Operação Lava-Jato para a Suprema Corte Nacional, vez que naquela Corte, sete dos onze ministros atuantes, foram indicados pelo partido do governo", declarou a juíza.

Notícias relacionadas