Política

Juiza carioca concede nova liminar contra posse de Lula como ministro

Pela segunda vez nesta quinta-feira, a Justiça Federal, por meio de liminar, decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil. Na nova ação, desta vez da juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, foi deferida liminar na ação popular proposta pelo cidadão Thiago Schettino Godim Coutinho. [Leia mais...]

[Juiza carioca concede nova liminar contra posse de Lula como ministro]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 17 de Março de 2016 ⋅ 19:55

Pela segunda vez nesta quinta-feira, a Justiça Federal, por meio de liminar, decidiu suspender a posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro da Casa Civil. Na nova ação, desta vez da juíza Regina Coeli Formisano, da 6ª Vara Federal do Rio de Janeiro, foi deferida liminar na ação popular proposta pelo cidadão Thiago Schettino Godim Coutinho.

Na justificativa para proferir a liminar, a magistrada diz que, ao nomear Lula ministro da Casa Civil e estando o mesmo sob investigação pelos crimes os mais diversos, o governo teve por objetivo, tão somente, conceder-lhe o foro privilegiado.

"Incorre, assim, em desvio de finalidade e ilegalidade do objeto. A intenção da Presidente da República, era, exatamente, 'blindar' referido cidadão e redirecionar os processos referentes à Operação Lava-Jato para a Suprema Corte Nacional, vez que naquela Corte, sete dos onze ministros atuantes, foram indicados pelo partido do governo", declarou a juíza.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...

[Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS]
Política

Senador Fernando Collor anuncia filiação ao PROS

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:28 em Política

Eleito em 1989 presidente da República, o primeiro eleito pelo voto popular após a ditadura militar, Collor comandou o país entre 1990 e 1992, quando sofreu impeachment