Política

Eduardo Paes critica "alma de pobre" de Lula em conversa gravada; ouça

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB-RJ), foi flagrado em conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva através de uma escuta telefônica instalada pela Polícia Federal. No diálogo, os dois falam após a ação de condução coercitiva do petista ocorrida no dia 4 de março, no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo Paes, o que foi feito com Lula foi um "escândalo". [Leia mais...]

[Eduardo Paes critica
Foto : Ricardo Stuckert Filho/Instituto Lula

Por Matheus Simoni no dia 17 de Março de 2016 ⋅ 22:04

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB-RJ), foi flagrado em conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva através de uma escuta telefônica instalada pela Polícia Federal. No diálogo, os dois falam após a ação de condução coercitiva do petista ocorrida no dia 4 de março, no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo Paes, o que foi feito com Lula foi um "escândalo".

"Seu posicionamento foi excepcional . Tem que parar  com essa palhaçada no Brasil. Tá demais mesmo. Passou de todos os limites, Presidente", afirma o prefeito. Eduardo Paes ainda critica o que chamou de "alma de pobre" de Lula por comprar um sítio em Atibaia.

O carioca também compara o local onde o petista teria um sítio com a cidade de Maricá, dizendo ser "uma merda de lugar". "Minha  solidariedade,  vamos  em  frente nessa história. Agora, da próxima vez o senhor me para com essa vida de pobre, com essa tua alma de pobre comprando 'esses barco de merda', 'sitiozinho vagabundo', puta que me pariu", diz Eduaro Paes. Ouça:

 

Após a divulgação e a repercussão, Eduardo Paes afirmou que se arrependeu de ter usado os termos na conversa. "Entendi que, por causa das dificuldades, deveria ligar e ser gentil. Essa tentativa me levou a brincadeiras de profundo mau gosto, mas não passavam de brincadeiras. Comentários que não fazem parte da minha personalidade. Me geram arrependimento, vergonha. Não acho nada disso", alegou.

Notícias relacionadas