Política

Dilma entrega casas em Feira e critica gravações da PF: “É crime”

A presidente Dilma Rousseff (PT) entregou imóveis em Feira de Santana, a 109 km de Salvador, na manhã desta sexta-feira (18), acompanhada do governador do estado, Rui Costa (PT) e do ex-governador Jaques Wagner. [Leia mais...]

[Dilma entrega casas em Feira e critica gravações da PF: “É crime” ]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 18 de Março de 2016 ⋅ 12:18

A presidente Dilma Rousseff (PT) entregou imóveis em Feira de Santana, a 109 km de Salvador, na manhã desta sexta-feira (18), acompanhada do governador do estado, Rui Costa (PT) e do ex-governador Jaques Wagner. Na chegada, a petista foi ovacionada pela população presente no local aos gritos de “Não vai ter golpe”, "olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma" e "Dilma guerreira do povo brasileiro".

A petista criticou a gravação feita pela Polícia Federal entre ela e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Gravaram nossa conversa. Grampo não é algo lícito, limpo, é ilícito. É previsto como crime pela legislação. Não é por eu ser Dilma, é por eu ser presidenta. Esse tipo de gravação não pode ser feita, só pode ser feita com o autorização da Suprema Corte. Eu vou tomar todas as providências cabíveis”, disse durante discurso. 

Na oportunidade, o governador Rui Costa criticou duramente o processo de impeachment e o juiz Sérgio Moro. "A história do Brasil se repete de forma triste, em que parte da elite e alguns veículos de comunicação, contando com a militância partidária daqueles que deveriam a lei, tentam dar um golpe de estado", afirmou.

"Sempre foi assim, quando um presidente que olha para os pobres, que faz um programa como Minha Casa Minha Vida, a elite não aceita. Não aceitam o filho da empregada na mesma universidade pública, não se conformam com o pobre no mesmo avião que eles", afirmou o petista. 

Notícias relacionadas