Política

"Não podemos ter uma justiça partidarista", diz Suíca em ato a favor de Dilma

O vereador Luiz Carlos Suíca (PT) esteve presente na manifestação a favor do governo nesta sexta-feira (18), no bairro do Campo Grande, em Salvador. Em entrevista ao Metro1, o vereador disse estar defendendo a democracia, e não a corrupção no país. "O povo pobre tem a obrigação de vir aqui para defender a democracia. Não estou aqui para defender a corrupção, nada disso, mas defender a democracia". [Leia mais...]

[
Foto : Matheus Morais/Metropress

Por Matheus Morais e Matheus Simoni no dia 18 de Março de 2016 ⋅ 16:41

O vereador Luiz Carlos Suíca (PT) esteve presente na manifestação a favor do governo nesta sexta-feira (18), no bairro do Campo Grande, em Salvador. Em entrevista ao Metro1, o vereador disse estar defendendo a democracia, e não a corrupção no país. "O povo pobre tem a obrigação de vir aqui para defender a democracia. Não estou aqui para defender a corrupção, nada disso, mas defender a democracia. A gente não pode permitir que provas contundentes contra determinados parlamentares de um partido sejam desconsiderados em detrimento de provas infundadas de outros partidos", disse o edil.

Suíca também criticou a parcialidade do Poder Judiciário diante dos julgamentos no âmbito da Operação Lava Jato. "Não podemos ter uma justiça partidarista, precisamos ter uma justiça que combata a corrupção. As necessidades desse país vão ser tomadas pelo povo, que estão tendo a oportunidade das suas vidas. Dilma conseguiu um grande aliado, que é o companheiro Lula. Tem parlamentares que têm a consciência de que se ganha eleição no voto e não no tapetão. Por isso eu acredito que não tem nada contra a presidente Dilma e algo que macule a imagem dela", declarou.

Notícias relacionadas