Política

Presidente de comissão do impeachment diz que proposta deve ser votada em abril

O presidente da comissão especial responsável por analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF) afirmou que o processo será votado na primeira quinzena de abril. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o parlamentar afirmou que não pretende se antecipar ao rito original, respeitando os prazos e as sessões de forma correta, contando com a participação dos parlamentares da comissão. [Leia mais...]

[Presidente de comissão do impeachment diz que proposta deve ser votada em abril]
Foto : Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

Por Matheus Simoni no dia 20 de Março de 2016 ⋅ 16:01

O presidente da comissão especial responsável por analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, deputado federal Rogério Rosso (PSD-DF) afirmou que o processo será votado na primeira quinzena de abril. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, o parlamentar afirmou que não pretende se antecipar ao rito original, respeitando os prazos e as sessões de forma correta, contando com a participação dos parlamentares da comissão.

"Imagino que, sendo esses prazos cumpridos nos seus limites, a partir do dia 11 de abril, o relatório do processo de impeachment poderá ser levado ao plenário. De 11 a 15 de abril, na primeira quinzena de abril. Não se trata de antecipar ou ganhar prazos, se trata do rito. Sabe quantas reuniões da comissão especial houve no impeachment do Collor? Três", afirmou.

Notícias relacionadas

[Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares]
Política

Governo prepara MP para recadastrar armas irregulares

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:00 em Política

Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, negou que a medida seja uma forma de anistia: "No governo do PT ninguém nunca chamou de anistia, por que vai chamar no governo do...

[Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna]
Política

Decreto da arma ignorou sete sugestões de Moro, diz coluna

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:49 em Política

A sugestão de Moro era mais restritiva: previa a posse para duas armas, e não quatro; não prolongava automaticamente registros já concedidos para dez anos e exigia a comp...